quinta-feira, 6 de maio de 2010

glorioso

A volta pra casa foi o mais dolorido. O vagão do metrô estava repleto de rapazes que trajavam a mesma camisa que eu vesti de manhã – feliz, confiante. A mesma camisa e o mesmo semblante. Acho que ver mais pessoas na mesma situação nos dá uma certa liberdade para sofrer verdadeiramente por esse motivo bobo, digamos. Todos ali sentiam a mesma coisa. Éramos todos cúmplices. Uma cumplicidade velada a respeito de uma frustração, um certo tipo de dor que não deveria estar ali. Aqueles olhares de “é, amigo, não deu”.

É, não deu. Mas não foi a primeira vez, né? Nem será a última, com toda certeza. Até porque, né? Grande parte da graça de torcer reside nesse sofrimento aí.


E, como dizem, ganhar é um mero detalhe. O que realmente importa é ser corinthiano.

7 comentários:

Marcelo Mayer disse...

jesus, toquinho eu, vc e todos a quem vestem o manto com orgulho disseram isso!

ser corinthiano é ser mais que brasileiro...

Idiota disse...

Pô, nem acompanho mais, mas acho que ser corinthiano é daquelas coisas que a gente não escolhe... A gente é e pronto.

Thá disse...

ser corinthiano é ser especial, é ser muito mais feliz, mesmo quando é preciso erguer a cabeça e enfrentar as dificuldades.

pena de nego que diz: “não importa se meu time ganha ou não. bom é ver o corinthians perder”.. esse não soube e nunca vai saber o real significado de torcer, amar, sofrer, chorar, se alegrar.. de ser FIEL.. de ser UM BANDO DE LOUCOS.

Fernanda disse...

ui, posso só dar oi?
:P


gosto de você, não vou sacanear.
cof cof.

Nina disse...

faço das minhas palavras as palavras da Fernanda, gosto de você não quro sacanear e todo meu maior empenho foii pra sacanear o palmeiras QUEM NEM NA LIBERTA CHEGOU, lembrem-se hahaha

Hosana Lemos disse...

sou vascaína, mas quarta feira fui corinthiana desde pequenininha, rhaiuerhiuae
merecia ter ganho!
maass futebol é assim mesmo
:P
heheh'

Ricardo Siqueira disse...

E aí? Tá rezando a missa do sétimo dia já?

Ai desculpa DESCULPA não aguentei.