quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

questão de bom senso

Aí que terça acordei com o mau humor do cãooo. Tudo me irritava, todos me irritavam. Não queria conversar com ninguém, tadinha de mamãe que super tava contando do vestido dela pra formatura de Irmana. Prefer veio no meio da tarde perguntar se eu queria desfilar com ela na Gaviões. Olha. Inda bem que não tinha nenhum objeto pontiagudo em mão, pq, ó, Preferida ia ficar cega dum olho. “Comassim mermãoooo tu tá me convidando pra gastar dinheiro com SAMBAAA??”
Discuti com namorado de manhã e à noite. Niki caiu a ficha.

Não fumava desde sábado. Nada no domingo, nem segunda nem terça o dia todo. E tipos me sentindo maior das guerreiras, “uhu, parei de fumar e NEM TÁ PEGANDO NADA.” Ahã.

Ainda estava com amor no telefone quando acendi. Um mísero trago, e nossa, que mundo lindo e colorido e gentil e feliz. Prozac pra quê, néam?



Nicotina, te dedico.

6 comentários:

Marcelo Mayer disse...

hahaha
por isso que digo... não confie em ninguém que não de uns tragos

Nina disse...

meu problema tá senso sasporras de hormônios to fumando e fumando e continuo uma PILHA DE NERVOS!

Fernanda disse...

pois é, sei BEM como é isso.
e lá se vão 11 anos de fumante, oi?


credo.

Idiota disse...

Fico tão feliz em saber que todo mundo usa "te dedico".
Por que, né, tem alguma gíria melhor que essa?

(: disse...

meu! toca aqui o/


hj meu dia tá tipo i.g.u.a.l

só difere pq to fumando feito lazarenta, doida pra ficar banguela ou com impotência hahaha.

cigarrin rules, beibê.


:*

Nat disse...

Meu caso num é cigarro, é como a Nina ali em cima disse, os hormônios.
É terrível!
Só me seguro pra dar coices pq né, moro com mais 3 meninas em uma república. Se todo mundo explode, viveríamos em tempos de guerra, ahauhauahuahuahauaha.