sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

meedo

Ligação de número desconhecido. "Eee, namorado", pensei. A cobrar. Estranho, mas ok, aceitei a ligação. 

-         Alô.
-         Oi, gata, tá a fim de pagar um boquete?
-         A?
-         Vai, só uma chupadinha.

Desliguei, pq, oi? Zifudê cê num quer não, né, rapá?
Pessoa ligou mais 17 vezes.


Dezessete vezes, Brasil. Na 18ª, atendi de novo: "Porra, cara, tô precisando de uma grana... Cê paga bem?".
NOT.

9 comentários:

Nat disse...

HAUHUAHAUHAUHAUHAH

Meu...
Isso é bem pior do que o dia que algum filho da mãe (q até hj eu num descobri quem foi) entrou no chat uol, teve uma dirrrty talk com um cara e passou meu msn e meu orkut!
Tipo: o.O

hauahauhauhauha
ai, ai...
cada coisa q acontece nessa vida, né?

bjos e bom fds!

Fernanda disse...

hahahahahhaha, meo, as pessoas perderam a noção da realidade.

TIA AUGUSTA disse...

a vida era mais feliz quando a linha custava o preço de um carro

Thá disse...

eu acho que era o seu presentinho de natal.

kkkk

Idiota disse...

e o show?
(viu como não esqueço?)

(: disse...

mas assim, como alguém diz isso sem pegar no peitinho antes? NOT!



sem noção é pouco. você deveria ter feito de conta que era um traveco, só pra ver o infeliz se borrar todo. ou não, né. capaz de ele gostar, hauhauhau



gzuis, me chicoteia :O

Nina disse...

Pô gata. só uma chupadinha!
Vai ficar regulando mixaria!? ahhahaha

olha. só gente lôca nesse mundo!

Fernanda disse...

saudade, oi?

Pan disse...

É uma cilada. Corra.