quinta-feira, 20 de agosto de 2009

o universo conspira a meu favor (?)

Eu ainda namorava quando me apaixonei. Ele era lindo, inteligente, bom papo, tinha um corpo delícia e a barba ruiva mais linda da história. Chamava-se Juliano e nunca quis nada comigo.

No começo desse ano, conheci um rapazinho leeendo de morrer. Dezoito aninhos, delicinha de nenê. Dançamos juntos uma noite toda – e, levando-se em conta minhas habilidades bailarinas, podemos dizer que ele foi realmente corajoso! Já tava quase pedindo o moço em casamento quando me dei conta de que não sabia o nome dele.

- Ah, aparece sexta que vem de novo, eu te ensino alguns giros novos!
- Venho sim, com certeza! Mas, olha, eu ainda não sei seu nome, hehe.
- Juliano, e o seu?
- ...

Como assim Juliano, brotheeeeerr? Co-mo as-seeem??????? Você dança comigo a noite todaaaa e só agora vem me contar que seu nome é Juliano?? Não vale, não vale, não vale! Isso é trapaça!
Saí puta do salão, dizendo pra mim mesma e pra quem mais quisesse ouvir que ele podia ter qualquer outro nome, menos Juliano. (mágoa de mulher mal-amada, oi?)

No dia seguinte, saí com a Pirulita. Fomos a uma baladinha rock n’ roll onde ela tinha combinado de se encontrar com o bofinho com quem estava saindo.
Eis que chega o mancebo, acompanhado do primo gatucho. Que sorriso lindo tinha aquele moço!!! Logo veio jogar charme pro meu lado, e eu, ainda traumatizada com a noite anterior, já mandei logo de cara:

- Qual seu nome?
- Valdeci, e o seu?
- ...

É, foi o que eu pedi, não foi???


(soundtrack: Depeche Mode - Strangelove)

3 comentários:

Fernanda disse...

hahahahahaha

ai ai, valdeci.


menina, tenho carma com nomes. uns muitos gatinhos por quem eu me interesso têm sempre o nome do ex. FODA.


pior que carma de nome é o meu: de corintiano. o ex era fanático pelo curintia. E o namoradinho que eu arrumei agora? pfff.


ô sina.

beijo

Anônimo disse...

uma história engraçada que ganha seu toque de cinismo e personagens na cabeça de todo mundo que lê... Leila, Leila... vc tem ficado cada vez melhor....

honey disse...

M a r a v i l h o s o o texto... muito bem escrito; flui que é uma beleza! Adorei o final... desfecho surpreendente e excelente.
beijoca