terça-feira, 9 de junho de 2009

SuperTrash

Olha, quando eu não tenho mais o que fazer, vou ler um livro, escutar música, esfregar o banheiro, contar grãos de arroz... Qq coisa que não me faça passar por um papel ridículo.

Qual não foi minha surpresa quando, ontem, ao chegar do trabalho, por volta de 23h, encontro Vova assistindo SuperPop. Normal, normal.
O crème de la crème foi quando vi o que estava passando no famigerado programa. Dra. Havanir, menina dos olhos do ilustre Enéas, ex-vereadora, ex-deputada estadual, médica, mestre em dermatologia, professora de medicina, biomédica e acadêmica de direito no programa de Sra. Gimenez (essa sim muito admirada por essa que vos escreve. hoho.) procurando por um namorado. OMG, disse eu. OMG!

Primeiro momento vergonha alheia foi quando, ao som de Rock around the Clock (Bill Haley, yesss!), o pretendente nº 3, de 64 anos, passa mal. Serião, o véio teve um piripaque em rede nacional, ao vivo. Não bastasse, Luciana ainda fez questão de filmar o senhor convalescendo nas coxias. Nããããooo bastasse, a doutora quis ela mesma cuidar do véio, aferir pressão e tudo o mais.

- Vó, eu tô com vergonha, muda de canal, por favor. (olhinhos do gato do shrek.)
O pedido não surtiu efeito. Ok, ok, vou ver se pego no sono, então.

Foi aí, foi aaaííííí, que o pretendente nº 1, de 20 e tantos, resolve recitar uma poesia de sua autoria para conquistar a formosa senhora. Só consegui ouvir a primeira estrofe:

"Você é luz
Sua boca cheia de dentes me seduz"

Caí numa gargalhada sem tamanho, acompanhada pela senhora minha avó. O volume foi tal que mamãe veio até o quarto saber se estava tudo bem.
Ri, ri muito. Ri com vontade. Durante uns três minutos seguidos. Boca cheia de dentes, mermãoo?? Queria o quê, que ela fosse banguela????
É mesmo a nata da poesia brasileira. Manuel Bandeira que o diga.

- Vó, por favor, por favoooooorrr, põe no Ronnie Von!!!!!!!!!!

Um comentário:

honey disse...

minha nossa... ri de sacudir-me!
Muito bom, muito bom...
Precisei dar um tempo prá conseguir escrever aqui que este texto está maravilhoso. O tom é mantido do começo ao fim... extremamente envolvente.
Parabéns, querida! Está ficando afinadíssima em temas do cotidiano.